Florianópolis terá o maior festival de tecnologia, inovação, criatividade, arte, música, esportes e entretenimento do país inspirado no SXSW de Austin/Texas

Há mais de 30 anos um pequeno grupo de pessoas se reunia na sede de um periódico local para discutir o futuro do entretenimento e da mídia. Eles acreditavam que as comunidades criativas e musicais da cidade eram tão talentosas como em qualquer outro lugar do planeta, mas eram severamente limitadas pela falta de exposição no exterior. 

As conversas evoluíram para a promoção de um evento que levaria o mundo para aquele lugar, provocando uma visão melhor de perto das qualidades da cidade e daqueles talentos que ali existiam. O ano era 1986, o local era a cidade de Austin, no Texas, no sul dos Estados Unidos e o evento era o South by Southwest (SXSW), hoje na sua 33a edição, considerado um dos maiores eventos de inovação do mundo. 

Curiosamente foi também em Austin, com os mesmos propósitos que mobilizaram aquelas pessoas para colocar a capital do Texas no centro das discussões das maiores criações econômicas e tecnológicas do mundo, que um grupo de empresários catarinenses aliados a representantes do poder público de Santa Catarina, tiveram a idéia de lançar a primeira edição do Floripa Conecta, que ocorre de 9 a 18 de agosto deste ano em Florianópolis. 

O lançamento do Floripa Conecta aconteceu na sede da Dropbox em Austin e reuniu ao redor de 300 participantes, a maioria brasileiros que vivem e trabalham com criatividade e tecnologia nos Estados Unidos, além da comitiva dos organizadores do evento, empresários, jornalistas e empreendedores que estavam na cidade para o SXSW2019. O Baguete esteve presente no evento e ouviu os principais idealizadores do projeto.

Segundo Daniel Leipnitz, presidente da Associação Catarinense das Empresas de Tecnologia (ACATE), o Floripa Conecta é a realização de um sonho de três anos. 

“Um sonho de fazer alguma coisa grande, um sonho grande de mudar a nossa cidade, de pensar na nova matriz econômica que está tá transformando a cidade que é a tecnologia, a economia criativa, o design, a música e com isso nestes três últimos anos a gente vem construindo de que forma a gente poderia transformar isso em alguma coisa como Austin aqui”

Daniel Leipnitz – Presidente da ACATE

Já Rodrigo Estrázulas Rossoni, presidente da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), justifica a participação da entidade na criação deste evento como um propósito da ACIF de prosperar não só Florianópolis, mas o Brasil, levando mais pessoas, mais investimentos e mais conexões para a cidade, o estado e o País. 

“É um evento sem dono, é um evento que tem uma união de esforços da iniciativa privada com o apoio do poder público para que a gente possa realizar algo inédito em todo o país. Com isso nós vamos trazer eventos diversificados: esporte, cultura, arte, comunicação, tecnologia, marketing, tudo o que pode ser feito sobre economia criativa vai para Florianópolis, a cidade criativa”

Rodrigo Rossoni – Presidente da ACIF 

A iniciativa do Floripa Conecta  conta também com o apoio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável do Estado de Santa Catarina (SDS). O Secretário de Estado Adjunto, Amandio João da Silva Jr, fez parte da missão dos empresários que estiveram em Austin em março do ano passado para conhecer os bastidores do SXSW e agora na edição deste ano para o lançamento do evento de Florianópolis.

O evento em Austin foi promovido pelo arquiteto de soluções da Dropbox, Marcel Ribas, brasileiro, também de Florianópolis, que mora na capital do Texas já há 15 anos. Segundo ele, um remanescente do novo polo tecnológico da ilha da magia, Mestre em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a missão da Dropbox é liberar a energia criativa do mundo através da criação de formas mais inteligentes de se trabalhar e o Floripa Conecta revela-se uma iniciativa ousada neste sentido dentro dos objetivos da empresa para o Brasil.

O Floripa Conecta será o primeiro festival brasileiro desta natureza com eventos simultâneos trazendo arte, música, cultura, criatividade e inovação em tecnologia para os visitantes no mesmo formato do SXSW. 

As entidades de Florianópolis já estão organizadas e engajadas para fazer esse sonho acontecer. A Rede Nacional das Associações de Inovação e Investimentos (RENAII), que reúne entidades como ABStartups, Abipti, Anjos do Brasil, Anpei, Anprotec, ABVCap, além do Sebrae (co-realizador) e organizadores locais (ACATE e Fundação Certi), irá comandar 12 eventos durante o Floripa Conecta, entre eles o Innovation Summit Brasil 2019 (12 a 14 de agosto). Nesta época também está programado a segunda edição do Startup Summit (15 e 16 de agosto) – encontro do segmento de empreendedorismo inovador e TI que espera reunir mais de 3,5 mil pessoas. 

Leipnitz revelou para nós que mais oito eventos programados para estas datas envolvendo artes, música e tecnologia estão confirmados. A expectativa do Floripa Conecta é atrair um público de 60 mil a 70 mil pessoas na primeira edição, algo muito maior do que os 700 inscritos no SXSW no primeiro evento e um caminho aparentemente bem longo se comparado aos quase meio milhão de participantes de diversas nacionalidades que embarcaram em Austin este ano.

Quando perguntado se Florianópolis tem capacidade para um evento deste tamanho o presidente da ACIF Rodrigo Rossoni afirmou que sim, principalmente em agosto quando a ilha não é enxergada como um destino e eles querem provar que sim, que Florianópolis é um destino para o ano inteiro.

A idéia dos idealizadores é fazer o mundo olhar para Florianópolis com o que a ilha tem de melhor, explorando o viés de inovação tecnológica desenvolvido nos últimos anos e aliando o seu potencial e estrutura turística à inovação, criatividade, tecnologia, arte, música, esporte, turismo e entretenimento. Assim como Austin, Floripa quer ser vista pelo mercado internacional como um dos grandes polos de criatividade tecnológica e inovação do mundo com seus melhores talentos locais valorizados.

“este é um movimento muito parecido com o que Austin conseguiu fazer nos últimos anos. Queremos estimular nossos empreendedores, atrair novas pessoas, investidores e aumentar a prosperidade de Florianópolis com conhecimento e novas experiências”, declarou Rossoni.

A cidade de Austin, que atualmente abriga empresas como IBM, DELL, Apple, Amazon, Google, Facebook, Dropbox, entre outras grandes famosas marcas inovadoras, é considerada hoje como a nova grande meca do segmento de tecnologia dos Estados Unidos. Só para se ter uma idéia, um estudo realizado pela empresa americana Spectrum Location Solutions LLC divulgado em dezembro do ano passado mostrou que 1800 empresas deixaram a California em um ano tendo como principal destino a cidade de Austin no Texas. Também em dezembro passado a Apple anunciou investimentos na ordem de U$ 1 b bilhão de dólares  na construção de uma nova sede na capital do Texas, o que deve gerar mais de 20 mil empregos na cidade.

As ambições do grupo catarinense seguem nesta direção, de tornar Floripa um dos principais centros da economia criativa do mundo com o sucesso do Floripa Conecta.